O alistamento militar das Forças Armadas passou a ser feito em uma plataforma on-line, com todas as fases de recrutamento previstas em um sistema eletrônicoPela internet, os candidatos poderão fazer o alistamento, mas ainda permanece a opção de procurar uma Junta Militar.

Na prática, a partir de agora, o jovem não poderá mais escolher entre Exército, Marinha ou Aeronáutica, mas pode somente assinar uma das Forças Armadas de sua preferência, o que não significa que a indicação será aceita. O controle e a destinação dos recrutas competem à força para a qual forem distribuídos. Segundo a organização militar, o alistamento já era unificado e realizado pelo sistema desde 2003, porém em uma plataforma off line.

O Sistema Eletrônico de Recrutamento Militar e Mobilização (Sermilmob)  deve ser atualizado pelos órgãos militares com as informações dos jovens dispensados ou incorporados ao serviço militar. Nos municípios em que pode houver convocação para mais de uma força armada, a seleção geral é feita por comissões integradas pelos militares das respectivas forças.

O alistamento militar é um processo obrigatório em todo o território nacional. Deve ser realizado por todo brasileiro, do sexo masculino, no período do primeiro dia útil de janeiro até o último dia útil do mês de junho do ano em que o jovem completa 18 anos. Sem passar por esse processo, o cidadão não consegue, por exemplo, tirar passaporte ou ingressar no serviço público.