Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Politica

Seminário Regional de Incidência Política acontecerá em Curitiba nos dias 26 a 28 de maio

Seminário Regional de Incidência Política acontecerá em Curitiba nos dias 26 a 28 de maio

A Comissão das Pastorais Sociais, Laicato e Organismos do Regional Sul 2 da CNBB promove Seminário Regional de Incidência Política, em Curitiba, nos dias 26 a 28 de maio. As inscrições vão até o dia 20 de maio pela internet.  De acordo com Jardel Neves Lopes, Coordenador das Pastorais Sociais do Regional Sul 2, as prioridades da 5ª Urgência das Diretrizes Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, incentiva à participação nos Conselhos de Direitos. “Comprometidos com essa prioridade, convidamos a todas as dioceses e pastorais a enviarem no mínimo duas pessoas, que participem de Conselhos de Direitos de Políticas Públicas representando a pastoral ou diocese, para o Seminário Regional de Incidência Política com Conselheiros de Direitos”. O encontro acontece nos dias 26, 27 e 28 de Maio de 2017, na Casa de Encontro dos Freis Carmelitas, rua General Teodorico Guimarães, 48 – Fanny, Curitiba. Os organizadores alertam que é preciso os participantes levarem roupa de cama (lençol, forro, cobertas), tolha de banho, produtos de higiene pessoal. Mais informações podem ser obtidas por e-mail [email protected] ou celular 41 9843 2459 (tim/whatsapp).   PROGRAMAÇÃO:   Sexta-feira 18h – Acolhida, chegada, crachás 18h30 – Janta 19h15 – Oração Inicial 19h30 – Palavra de Abertura (Bispo Referencial das Pastorais Sociais ou Bispo da (Arqui)Diocese que acolhe, Articulador/a Regional das Pastorais Sociais e Assessoria Nacional das Pastorais Sociais da CNBB) 19h45 – Apresentação dos/as participantes e organização das Equipes de Serviço (Secretaria do Seminário, Animação, Liturgia, Ambientação, Lavação dos Pratos, entre outras necessárias). 20h15 – Aplicação do questionário inicial (15min) – (Assessoria do Seminário) 20h30 – VER- Partilha: Como fazemos a Incidência Política na prática de cada um/a? (Assessoria do Seminário) Dinâmica: 1. Escolher um tema no qual se esteja fazendo incidência política e descrever cada atividade em papéis separados (15 a 20 min); 2. Montagem num painel contemplando as várias fases da Incidência Política (15min). 3. Leitura e conhecimento do Painel (visão do todo) (15min). 4. Problematização com levantamento de questões para aprofundamento no dia seguinte (45min). 22h – Salmo 22h15 – Descanso   Sábado 7h – Oração Inicial 7h30 – Café da Manhã 8h – JULGAR – Retomada das questões da noite e reflexão sobre os conceitos sobre Incidência Política (Assessoria do Seminário) 10h – Intervalo 10h30 – Aprofundamento sobre Incidência Política a partir de nossa práxis (Assessoria do Seminário) 12h30 – Almoço 13h45 – Animação 14h – Encaminhamento das Oficinas sobre cada fase/aspecto da Incidência Política (Assessoria do Seminário) 14h30 – Oficinas temáticas 16h – Intervalo 16h30 – Apresentação do Resultado das Oficinas (10 min para cada) 17h30 – Questões de aprofundamento a partir do resultado do trabalho das oficinas (Assessoria do Seminário) 18h30 – Banho 19h – Janta 19h45 – CELEBRAR – Eucaristia 20h45 – Momento Cultural (filme, partilha livre, convivência) 22h30 – Descanso   Domingo 7h – Oração Inicial 7h30 – Café da Manhã 8h – AGIR – Articulando ações de Incidência Política (Assessoria do Seminário) e trabalho em grupos ou dioceses 10h – Intervalo 10h30 – Planejamento o Repasse do Seminário (Assessoria do Seminário) e trabalho em grupos ou dioceses 11h30 – Plenária de apresentação dos Grupos e orientações finais (Assessoria do Seminpário) 12h – Aplicação do Questionário de Avaliação (15min) – Assessoria do Seminário 12h15 – Oração de Envio e Encerramento. 12h30 – Almoço.
INSS cancela 84% dos auxílios-doença revisados no Paraná

INSS cancela 84% dos auxílios-doença revisados no Paraná

O secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alberto Beltrame, em entrevista à repórter Céci Maciel, explicou quem perderá o auxílio-doença. (Para ouvir, clique no player). ​Mais de 80% dos auxílios-doença, que foram revisados no Paraná, foram cancelados. O pente-fino no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) foi determinado pelo governo federal com o intuito identificar e interromper pagamentos irregulares. Outros 1.162 auxílios foram cancelados porque o beneficiário não compareceu à perícia.